Blog

Home
Simulador de processo SDCD
Artigos Acadêmicos

Simulador de processo SDCD

compartilhe

Título do artigo:
Sistema SDCD – Implantando uma fábrica com simulador de processo

Resumo:
Durante a elaboração dos projetos de automação a grande preocupação está em qualificar fornecedores e tecnologia para os sistemas de controle, intertravamentos, instrumentação de campo, analisadores e controles avançados de processo sem a preocupação com o TAF (teste de aceitação no fornecedor), simulação do processo e treinamento dos operadores. Este trabalho aborda os itens mais importantes que deverão ser considerados na elaboração do orçamento e orienta a contratação do sistema de simulação e treinamento para o processo e sistema SDCD.

INTRODUÇÃO
Durante a elaboração dos projetos, os valores orçados para os sistemas de controle não levam em conta a simulação dos processos produtivos e o treinamento dos operadores com ferramentas que agilizem os testes de aceitação da configuração elaborada e treinamento.
Com a finalidade de agilizar os testes na aceitação da configuração e treinar a operação em condições reais de processo foram desenvolvidos os simuladores de processo. Algumas etapas devem ser levadas em consideração na elaboração dos projetos visando à introdução dos Simuladores de processo e treinamento:
Na fase conceitual deve-se envolver a coordenação da futura operação com o objetivo de treinar os futuros operadores e eliminar erros de dimensionamento de equipamentos;
Durante a elaboração das especificações de compra dos equipamentos devem ser considerados como escopo o fornecimento de informações do processo, tais como fluxogramas balanceados, descritivos de processo, intertravamentos, curvas de bombas, dimensão de tanques e equipamentos, etc. Também deve ser considerado a participação do fornecedor do equipamento no TAF do SDCD e Simulador dinâmico, dando todo o suporte para simular partidas e paradas da planta e treinar equipe de operação;
Preferencialmente o sistema de simulação dever fazer parte do escopo do fornecedor do sistema SDCD;
A coordenação do projeto deverá estar convencida que este sistema possibilita otimizar o learn curve, trazendo também extraordinários ganhos para a operação durante o processo de treinamento e start-up;
A equipe de operação deverá participar de todo o processo e ao final deste assumir todos os equipamentos para simulação e aplicativos.

DADOS DOS AUTORES
Vitor Wuo
Suzano Papel e Celulose
vwuo@suzano.com.br

Felisberto Almeida
Suzano Papel e Celulose
falmeida@suzano.com.br

Gostou? Compartilhe este artigo!

Receba conteúdos exclusivos

sobre gestão laboratorial, controle de qualidade industrial, saneamento, tendências e tecnologia no seu e-mail.

Mais lidos

Notícias

Como diminuir o impacto ambiental no planeta Terra com pequenas atitudes?

LEIA MAIS
Artigos

Controle de Qualidade 360º: do laboratório às outras áreas da indústria

LEIA MAIS
Artigos, Blog, Controle de Qualidade, Laboratorios

Como indicadores para o Controle de Qualidade podem evitar casos de recall de produtos não conformes

LEIA MAIS

Artigos relacionados